Revista A Granja


Tradicional e atual aos 70 anos de vida.
Reportagens e artigos técnicos de extrema relevância para o produtor e para o profissional do campo.

Vitrine
 

TRATAR UM SOLO AGRÍCOLA SEM CARINHO É PECADO

Para ilustrar este texto que apresenta a edição, normalmente é escolhida uma imagem bonita, agradável aos olhos. Não é o caso desta edição, como você já deve ter observado. A foto forte é de um solo muito, mas muito mal-tratado, que, se cultivado, responderia da mesma maneira: sem devolver nada bom em troca. A reportagem de capa desta edição foi inspirada na proposta da FAO, que determinou 2015 como o Ano Internacional dos Solos. Mais do que uma homenagem, a organização procurou fazer um alerta – um apelo desesperado – para o que o planeta (leiase as pessoas) está fazendo com os seus solos, sobretudo os agrícolas. É de assustar, mas a cada minuto 23 hectares deixam de ter serventia à produção de alimentos no mundo por causa da degradação. Cada hectare que deixa de produzir alimentos é um hectare a menos no combate contra a fome no mundo – um verdadeiro pecado.

Porém, mais do que empunhar a bandeira da FAO e mostrar o que tem sido feito de errado com os solos agrícolas brasileiros, a reportagem buscou esclarecer o que pode ser empreendido para que esse patrimônio de valor inestimável produza mais, muito mais alimentos.

E se o assunto é produção, então não deixe de ler a reportagem sobre o Show Rural Coopavel. Estivemos na agradável feira de Cascavel/PR, onde foi possível sentir um clima de otimismo, apesar do momento um tanto incerto da economia nacional. É a velha história: o agronegócio brasileiro tem vida própria, independe de Brasília. Ah, a feira teve recorde em volume de negócios, R$ 2 bilhões. Mais que negócios, veja a quantidade de lançamentos e novas tecnologias das empresas expositoras nas seções Gente em Ação e Novidades no Mercado.

Mas a edição tem muito mais, naturalmente. O arroz, por exemplo, ganhou uma atenção especial: na seção O Segredo de Quem Faz, com a interessante entrevista do novo presidente do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Guinter Frantz, que conta o que espera e o que essa instituição tão importante para o setor vai fazer pelo cereal gaúcho; e a reportagem sobre a tradicional Abertura Oficial da Colheita do Arroz, que mostrou tecnologias ao orizicultor e reuniu autoridades.

Boa leitura! Boa sorte aos nossos solos!

A Granja

• SP: Praça da República, 473 - conjunto 102 - São Paulo/SP - CEP 01045-001 Fone: (11) 3331-0488

• RS: Av. Getúlio Vargas. 1526 - Porto Alegre/RS CEP 90150-004 Fone: (51) 3233-1822